Seminário

SEXTA 14 DE MARÇO (11H-13H / 14H30-17H30)

O descomunal, o incomum, o desconforme, o díspar: para uma arte no contrafluxo
André Lepecki

andre-lepecki
Neste seminário, essencialmente teórico, iremos abordar alguns conceitos da filosofia política e da teoria da performance que nos ajudem a mapear as ideologias cinéticas e estéticas que informam o fluxo policial do cada vez mais embrutecido neo-liberalismo actual. Paralelamente, pensaremos sobre alguns casos na história da performance art onde o desconforme, o incomum, o díspar, o vago, lançaram possibilidades de concretização de uma vida outra- e cuja promessa talvez seja ainda plenamente actual.Iremos também conversar com alguma coreografia recente, para encontrar nela práticas de contrafluxo. Propõe-se menos um “seminário” do que uma ocasião de encontro para pensarmos colectivamente sobre as relações entre arte e política hoje – principalmente o modo como essa relação se articula perante a globalização da vida “em fluxo” que o capital oferece como imagem de “liberdade”.Fred Moten, StefanoHarney, Jacques Rancière serão alguns dos teóricos com quem faremos odescomum; AllanKaprow, LygiaClark, William Pope.L, Marcela Levi e Lucia Russo, AntoniaBaher, Vera Mantero alguns dos artistas com quem vagaremos no contrafluxo. Textos preparatórios serãodistribuídos aos inscritos cerca de 15 dias antes do encontro. Não se pretende ensinar nada, mas abrir o tempo ao díspar e … dispersar

André Lepecki, é Associate Professor no Department of Performance Studies, New York University. Doutor pela New York University é curador, ensaista, dramaturge. Autor de Exhausting Dance: Performance and the Politics of Movement (Routledge, 2006, traduzido atualmente em 9 línguas). Coordenador editorial de Of the Presence of the Body (Wesleyan U. Press, 2004), The Senses in Performance (com Sally Banes, Routledge 2007) Planes of Composition (Seagull Press, com Jenn Joy, 2009) e Dance (Whitechapel/MIT Press, 2012). Foi curador do Festival IN TRANSIT em 2008 e 2009, na Haus der Kulturen der Welt, Berlin. Foi co-curador e diretor do re-enactment autorizado de “18 Happenings in 6 Parts” de Allan Kaprow, para Haus der Künst, Munique. Com este trabalho, recebeu o prémio “Best Performance 2008” da Association Internationale de Critiques d’Art (AICA-USA). Foi co-curador do arquivo interativo Dance and Visual Arts since the 1960s, para exposição Move, na Hayward Gallery, Londres. Palestrante convidado na Princeton University, Brown University, Universidade de Basel, Freie Universität, Museo Reina Sofia, MACBA, MoMA, UFRJ, UFSC entre outras instituições de ensino e culturais nos EUA, Europa e Brasil.