Cinco minutos, duas ideias: primeiro encontro baldio

14 de Julho 2013, 21h30, Espaço Alkantara, Lisboa.

Devido ao grande número de respostas ao nosso convite à participação faremos duas sessões.  A segunda será no Outono de 2013.

Cinco minutos, duas ideias: primeiro encontro baldio – reune investigadores e artistas cujos temas, abordagens e métodos se relacionem com os Estudos de Performance.

Partindo de uma vontade de nos conhecermos e de auscultarmos o que andamos a fazer, artistas e/ou investigadores de diferentes áreas (artes visuais, artes performativas, estudos artísticos, ciências sociais, ciências da comunicação, estudos culturais, estudos pós-coloniais, arquitectura)  apresentam sucintamente os seus trabalhos e processosdurante cerca de uma hora e meia. A sessão está aberta a uma pluralidade de objectos (performances artísticas, culturais, do quotidiano) e abordagens (filosófica, antropológica, histórica, artística) desde que seja clara a vontade de um pensamento e um posicionamento críticos.

Participantes:

1. Carlos Melo, Da  máscara em geral ao si da máscara na performance sacrificial

2. Catarina Laranjeiro, Etnografia visual da guerra de libertação/colonial na Guiné-Bissau

3. Tomás Colaço, Ponto de Partida: a performance como vida

4. Rui Morão, Atores de Contra-Poder – Ações Performativas de Protesto Não-Convencional no Espaço Público Português

5. Alexandre Calado, Harry Houdini Enterrado Vivo no Sal Marinho – uma imagem para pensar os artistas que re-inventam obras do passado

6. Tereza Luzio, Performance Autobiográfica. Análise e experimentação em processos de documentação

7. António Azenha, LINE UP ACTION

8. Sónia Baptista, Da necessidade de contar/cantar histórias e de tendencialmente dar voz a mulheres

9. Paula Varanda, Absolutamente dança, com muitos P.O.V.

10. Manoel Barbosa, Sem título

11. Mariana Bártolo, Paisagem Interior

12. Paulo Alves, Performance

13. Diana V. Almeida, “Desafios de Escrita”: Projeto de Performance Cultural no Museu Coleção Berardo

14. Fernando Silva, De um corpo para um corpo-para-a-vida

No final, teremos tempo para um copo convivial e trocar galhardetes ao som da música gentilmente disponibilizada pela Stress.fm.

Esta sessão tem como objectivo promover o encontro entre artistas e teóricos que partilham urgências e inquietações sobre vários apectos políticos, económicos e culturais do mundo actual e se revêm num pensamento crítico sobre fazer e pensar tanto as formas artísticas e as suas condições de possibilidade como as formas de vida.

Equipa curatorial: Ana Bigotte Vieira, Ana Pais e Ricardo Seiça Salgado Apoios: Alkantara, Quinta do Monte d’Oiro